“Se não mudarmos a nossa vida, podemos já não ter vida para mudar” por António Guterres, na abertura da Cimeira do Clima em Madrid.

Sabemos ser urgente e emergente que surjam produtos sustentáveis para garantir a continuidade dos recursos naturais da terra. Já todos ouvimos, lemos e falámos sobre o assunto, mas será o suficiente?

Afinal, o que é a sustentabilidade? É um sistema com condições para se manter ou renovar e que surge para garantir a sobrevivência dos recursos naturais do planeta. Mais especificamente, a sustentabilidade ambiental é a gestão equilibrada e consciente dos recursos no meio ambiente, evitando o desperdício.

Sabe como ser sustentável? A sustentabilidade está assente sobre a ideia do desenvolvimento sustentável, ou seja, deve permitir a evolução do sistema económico e humano, sem a deterioração e degradação do meio ambiente. Como fazemos disso uma realidade? Não é fácil mudar de hábitos, mas se pensarmos que não temos outra saída, esse passa a ser o nosso único caminho.

Nunca é demais relembrar que a preferência deve recair sobre o uso de energias renováveis e limpas. Os combustíveis fósseis além de poluírem, também acabam. As energias limpas são a solar, eólica, hidroelétrica e geotérmica. Portugal é um país campeão na utilização das energias renováveis. Os 50% de energia limpa que utilizamos já superam o uso das não renováveis com o valor aproximado de 42%.

Quem não se recorda da campanha publicitária do Ponto Verde em que a personagem principal era o chimpanzé Gervásio? Se ele conseguiu, nós também! Desde 2000, o ano em que campanha foi lançada, que os portugueses aprenderam a separar o lixo e a reciclar. Já o fazemos com naturalidade, mas é sempre necessário mais e melhor. Agora, o Gervásio apela à economia circular, através do lema “Inovar, Evoluir e Reciclar”.

Os meios de transporte não poluentes, como a bicicleta ou os automóveis elétricos, são o nosso futuro hoje. Para além de alguns ajudarem a manter o bem-estar físico, também são uma forma de preservar o planeta. Em alguns países, a bicicleta é o principal meio de transporte nos trajetos casa-trabalho e vice-versa, havendo também vias destinadas a apenas este tipo de trânsito. Em Portugal as vias para ciclistas já começam a ganhar espaço nas cidades e muitos optam por trocar o carro por bicicletas. Também já não dispensa da sua bicicleta para o dia a dia? Fique a conhecer um modelo único de bicicleta em madeira na nossa loja online.

 

Conhece algum produto Eco-Friendly? As marcas apostam cada vez mais na utilização de produtos sustentáveis e amigos do ambiente. Conhece algum material com estas características?

Cortiça – Portugal é líder mundial na exportação deste material de 1001 utilizações. É um material de aspeto agradável e bastante versátil quando transformado, permite ser facilmente esculpido, cortado e combinado com outros materiais. A cortiça é retirada dos sobreiros após os primeiros 25 anos, sem que a árvore sofra qualquer corte. A primeira cortiça retirada é normalmente menos maneável, por isso, é habitualmente utilizada na pavimentação das casas. A cortiça só será novamente extraída dali a 9 anos e assim por diante. É um material ecológico, biodegradável, renovável e reciclável que merece todo o tempo de espera até poder ser transformado.

Na loja física e online do Mar d’Estórias poderá encontrar vários produtos com este riquíssimo material 100% português. Conheça todos os produtos de cortiça aqui.

 

Bambu – É uma planta que nos remete o pensamento para a Ásia, mas em Portugal, é no Alentejo que existe o maior viveiro de Bambus da Europa. Esta erva tem um crescimento rápido e a sua consistência é dura e resistente, tal como a madeira. O cultivo desta planta traz vantagens para o meio ambiente, porque absorve uma grande quantidade de dióxido de carbono e produz 35 vezes mais oxigénio do que um grupo de árvores. O bambu ao ser cortado para a produção de objetos, a planta não morre, ela auto-regenera. Quando utilizamos produtos feitos deste material, podemos descartá-los sem pesar na consciência por serem biodegradáveis e recicláveis.

No Mar d’Estórias também pode encontrar produtos deste material tão benéfico para o meio ambiente, em escovas de dentes. Encontre as escovas de dentes para adulto e criança aqui.

 

 Piñatex – A pergunta que lhe deve estar a passar na cabeça é: o que é o Piñatex? Nós explicamos! Para contornar o uso do couro em vestuário e acessórios, foi pensada uma alternativa que vem do ananás. Ou melhor, das fibras presentes nas folhas desta fruta deliciosa, foi encontrada a solução para produzir um tecido-não-tecido que resulta das sobras da colheita deste fruto. O resultado é duradouro e resistente tal como o couro de origem animal e pode ser utilizado para o fabrico de roupas, acessórios como sapatos e malas e até móveis. Esta ideia partiu da designer Carmen Hijosa, em Espanha, mas foi desenvolvida nas Filipinas e hoje em dia está espalhada por todo o mundo. Este couro vegetal, o Piñatex, é mais barato e leve que o couro de origem animal.

Uma marca portuguesa decidiu aliar os seus sapatos de sola de cortiça com o Piñatex, dando a oportunidade de ter uns sapatos lindos e amigos do ambiente, para que a partir daqui a sua pegada seja cada vez menor. Conheça estes sapatos na nossa loja.

 

Sermos ecologicamente sustentáveis é urgente e necessário se quisermos continuar a viver num planeta seguro! Felizmente, já existem marcas com esta consciência e que transformam o que nos é familiar em algo melhor para o meio ambiente. Este é o nosso dever, cuidarmos hoje, para viver o amanhã!